domingo, 25 de julho de 2010

*FRUTOS SECOS - Castanha do Pará - Castanha de cajú

CASTANHA DO PARÁ

GÊNERO: Frutos também chamados de Castanhas do Maranhão ( Bertholletia excelsa), pertence à família das Lecitidáceas.
PRINCIPAIS COMPONENTES: Rica em gorduras mono e poliinsaturadas, selênio, magnésio, fósforo, ferro, potássio, zinco, vitamina E, ômega 3.
APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS: Indispensável na desnutrição, na carência de minerais, na anemia e tuberculose, beribéri. Recomendável na alimentação das crianças e das lactantes. Rica em calorias e com grande teor de proteínas, aconselhável aos intelectuais devido seu teor de fósforo e ao trabalhador braçal devido sua riqueza em gorduras. Reduz os níveis do colesterol ruim do sangue (LDL) e aumenta o colesterol bom (HDL).  As oleaginosas ajudam a impedir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, mas também por serem altamente calóricas devem ser usadas com cuidado. Ajuda a evitar a propagação e diminuir a incidência  do câncer, doença do miocárdio, melhora o sistema imunológico, equilibra a atuação dos hormônios da tireóide e é um poderoso antioxidante.



CASTANHA DE CAJÚ

GÊNERO: O Cajueiro, nome científico Anacardium occidentale, da família Anacardiacea, é uma planta originária do norte e nordeste do Brasil.
PRINCIPAIS COMPONENTES: Rica em carboidratos, proteínas, ferro, cálcio, fósforo, sódio, aminoácidos, inclusive o argimino, que se converte em óxido nítrico, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, controle da pressão arterial, fitoquímicos e fitoesteróis (elementos anticancerígenos), fibras, gorduras monossaturadas que ajuda no aumento dos níveis de HDL.
APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS: Controle da pressão arterial, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, ajuda na elevação dos níveis de HDL, diabetes, feridas, infecções da garganta, diarréia, disenterias, baixa o colesterol, triglicérides, frieiras, cansaço dos pés, eczemas, reumatismo, úlceras, verrugas, calosidades, controle do peso.

Um comentário:

Obrigado pela visita.